September 24, 2005

Noite Europeia dos Investigadores

Posted in Education, Portuguese at 2:55 pm by pmatos

Ontem decorreu no Pav. do Conhecimento em Lisboa a noite europeia dos investigadores. Deu-se inicio às 19.00 e terminou pouco depois das 24.00.

Iniciou-se com uma introdução aos 16 livros digitais de banda desenhada virtual dirigida aos mais novos criada por um grupo de investigação da Universidade Nova com o apoio da Agência Ciência Viva, o que foi de facto, extremamente interessante, tendo deixado muito boa gente de boca aberta. De facto, deverá ter grande potencialidade num futuro cada vez mais próximo em que os mais jovens passam cada vez mais tempo ao computador. Desta forma, tenta-se aliar o didático com as vontades deles (de estarem ao computador).

Posteriormente deu-se inicio a um conjunto de demonstrações, em àreas como a Física, Matemática, Climatologia, etc em que o público interagia com investigadores sobre matérias que estavam previamente determinadas e com experiências variadíssimas. Pode-se encontrar desde uma janela com mais de 2 metros de altura de sabão em que bolhas de sabão com mais de 50 cm de diametro poderiam ser criadas, ilusões de óptica impressionantes, jogos de reflexos, experiências de acústica, um criador de tornados, entre muitos outros.

O ponto alto foi a partir das 22.30 em que nos reunimos até ao final num debate. Muitas foram as intervenções, desde o Prof. Mariano Gago, Ministro da Ciência e da Tecnologia, Prof. Carlos Fiolhais, Prof. Pedro Lima, Professores do Ensino Secundário, Presidente da Sociedade Portuguesa de Genética, Professores estrangeiros entre outros.

O debate cujo tema foi “O que é ser cientista?” teve alguns pontos altos e outros não tão altos. Um Professor alemão que está a fazer investigação em Portugal criticou severamente o sistema de evolução da carreira docente e de investigação em Portugal comparando-o com o de outros países, como com a Alemanha e os EUA. Professores do ensino secundário reclamaram a inexistência (ou existência deficiente) de reciclagem dos Professores e a enorme burocracia a que estão constantemente sujeitos. O Prof. Carlos Fiolhais falou sobre a extrema importancia da Curiosidade Apaixonada de um cientista (título também do seu mais recente livro). O Prof. Mariano Gago falou da sua experiência enquanto cientista em Física das Partículas e o Prof. Pedro Lima sobre a sua experiência enquanto investigador no Instituto de Sistemas e Robótica (IST).

Alunos do secundário questionaram os presentes sobre o “medo da ‘não’ descoberta”, “o que é ser cientista”, “como ser cientista”, “qual a àrea a escolher”, etc.

Dois pontos mais baixos sobressairam. O Prof. Mariano Gago fugiu à questão colocada por uma finalista sobre bolsas de estudo em Portugal e Professores de um Politécnico em Évora foram totalmente ignorados quando questionaram os presentes sobre a importância dos Polítecnicos em Portugal.

Em geral, foi um encontro extremamente positivo. Parabéns Ciência Viva!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: